Como 15 Minutos por Semana Mantém Ligada Nossa Equipe Decentralizada

mr-rogersComo fazer que sua cultura remota floresça: a busca eterna.

Aqui na Trello, tenho o orgulho de dizer que fazemos isso com muito sucesso, o resultado de muito foco no crescimento contínuo.  Muitas coisas vêm com uma cultura de empresa decentralizada, e as dores de crescimento que vêm junto podem ser abordadas com algumas soluções excelentes.

Existe o QG da Trello. Existe a Trello Remota. Trabalhamos para assegurar que as culturas sejam iguais, simplesmente: Trello.

Aprendemos que quando nossa empresa está crescendo, e muito desse crescimento é distribuído, você não tem garantias de que as pessoas realmente se conhecem. Claro, existe um espaço virtual compartilhado, como o Slack, mas para muitos dos seus funcionários, é razoável esperar que eles interajam primariamente somente com seus colegas de equipe, tipicamente.

E foi esse nosso dilema. Que garantia tínhamos de que um designer na equipe de Produtos algum dia encontraria um de nossos Executivos de Contas?

Encontramos isso durante nossa última semana remota. Muita gente veio me ver dizendo “Nossa! Sabia que eu nunca tinha falado com a Fran? Ela é tão legal!” Com cada funcionário em uma equipe diferente e em locais diferentes, nunca tiveram muita razão de conversar.

E mesmo se, eba!, interações humanas, havia uma oportunidade para fazer mais. Vamos reunir as pessoas. Temos a tecnologia.

Por isso, começamos uma atividade que apelidamos de “Mr. Rogers”. Dois funcionários são aleatoriamente emparelhados a cada semana e por 15 minutos eles têm a tarefa de fazer uma videoconferência e se conhecerem melhor. A maioria das vezes, tento fazer que o emparelhamento seja de uma pessoa remota com alguém do QG de outra equipe. É uma maneira muito fácil para que a empresa fique mais próxima, apesar de estarmos em fusos horários diferentes.

michelle

“Mr. Rogers atenua a dor de ter colegas tão legais vivendo tão longe de mim.”

– Michelle Earhart, Especialista em Apoio, trabalha no QG da Trello em Nova York.

 

 

Fiz um quadro Trello privado para facilitar tudo:

Screen Shot 2015-08-24 at 8.21.25 AM

Ter cada funcionário alocado a um cartão (com uma cor para cada equipe para ter uma visão mais fácil) me deu o controle total.

labels

Alguém está de férias? É só afastar o cartão dele.

Screen Shot 2015-08-24 at 8.11.59 AM

 

Fazendo isso no Trello, também fica fácil procurar pelo nome do cartão para que eu não repita os emparelhamentos.

Uma vez que os emparelhamentos estejam prontos, faço os cartões correspondentes:

Screen Shot 2015-08-24 at 8.40.53 AM

E então é só uma questão de fazer uma cópia da lista e manda-la ao quadro do Mr.Rogers!

E aí começa a diversão.

Screen Shot 2015-08-24 at 8.21.25 AM

 

É assim que funciona:

Screen Shot 2015-08-24 at 8.22.38 AM
Mr.Rogers é opcional (e isso é importante), mas descobrimos que muitas pessoas *queriam* encontrar outros colegas, mas as distrações da semana entravam no meio do caminho. O consenso do grupo foi que todos apreciaríamos um lembrete amigável, então cada cartão (ao qual o emparelhamento foi adicionado) tem um prazo, que é o último dia da semana.

emily1>“Me ajuda a construir relações pessoais com pessoas com as quais preciso trabalhar, mas que estão em outras equipes. E isso é muito valioso quando preciso pedir que alguém faça algo, ou para acalmar uma discussão difícil. Além do que, nos dá um tempinho para falar sobre outra coisa que o trabalho.”

– Emily Chapman, Especialista em Apoio, trabalhando à distância de Atlanta, GA

 

O cartão existe como um lugar simples para planejar e fazer um resumo.

Screen Shot 2015-08-24 at 8.25.35 AM

E essa é a melhor coisa de introduzir Mr. Rogers ao Trello. Todos podemos participar das coisas. Se torna uma base de dados de fatos divertidos e realmente contribuiu ao nosso sentimento de pertencer a uma comunidade. Fazer que tudo fique visível a todos faz que a conversa continue.

Screen Shot 2015-08-24 at 8.26.36 AM

Sério, não estou conseguindo lidar com o conceito de “acampamento gourmet”. Estou admirada.

Já fazemos isso a 20+ semanas. aqui estão alguns exemplos do que aconteceu:

  • Bobby, um designer, preferiria lutar contra 1 lagosta do tamanho de uma multidão carregando uma tocha, do que com 700 multidões do tamanho de uma lagosta carregando tochas.
  • Dois de nossos funcionários ESCREVERAM E GRAVARAM UMA MÚSICA durante a meia hora que passaram juntos.
  • Pessoas jogam jogos de tabuleiro, virtual e pessoalmente, fazem caminhadas, apresentam virtualmente seus espaços respectivos de trabalho, etc.

ryan_sorensen copy““Mr. Rogers me mostrou os humanos atrás da tela do computador. O trabalho que fazemos juntos é ótimo, mas é muito fácil em qualquer emprego, especialmente trabalhando a distância, ver as pessoas como máquinas de gerar resultados. Tomar 30 minutos para saber de suas vidas os torna humanos de novo. Existem muitas pessoas incríveis no Trello que talvez nunca tenha tido a oportunidade de conhecer.”

– Ryan Sorensen, Desenvolvedor de Servidor, trabalhando a distância de Los Angeles, California

Em qualquer empresa, a cultura do QG deve ser acessível a todos, funcionários remotos não deveriam nunca sentir que estão isolados do que acontece no QG. Mas isso é uma via dupla! É muito legal conhecer onde nossos colegas fazem coisas incríveis em Montana, ou na Califórnia, ou no Havaí.

Uma das coisas que aprendi fazendo parte de uma cultura remota tão florescente, é que, do mesmo jeito que levamos o QG a eles, eles trazem as partes bacanas do trabalho remoto a nós.

Mesmo se pensávamos que Mr. Rogers fosse uma ótima ideia, não esperávamos que fosse uma coisa tão querida. As pessoas ficaram muito empolgadas com a ideia, e foi um sucesso fulgurante.

Incorpore-o  à sua empresa decentralizada, e que comece a diversão!

Compartilhe esse artigo:

Postagens Relacionadas

Trello on various platforms

Using Trello at Work

Sign up for Trello Business Class to learn how your entire team can maximize productivity.

Saiba mais