Como treinar seu cérebro para aumentar a concentração e atingir o Ponto de Equilíbrio: uma entrevista com Christine Carter

Aconteceu de novo – chegou 3 da madrugada e você ainda não finalizou aquele projeto orçamentário que você prometeu ao seu supervisor que ficaria pronto antes de amanhã. O dia voou… como um ganso Canadense em direção ao sul para o inverno.

Há muitas razões pelas quais você não conseguiu finalizar o projeto a tempo. E-mails constantes, notificações sem fim no celular, e solicitações de reuniões emergenciais da sua equipe são os culpados de chamar sua atenção para diferentes direções e longe do seu trabalho mais importante.

Você não está sozinho nessa guerra da atenção – o usuário médio de smartphone gasta cerca de 2 horas e 15 minutos por dia usando aplicativos. Isso é o equivalente a um mês por ano!

Ao colocar seu telefone e e-mail na função não-perturbe por algumas horas por dia, você pode acessar a cobiçada “zona”. Mas é mais fácil falar do que fazer, não é mesmo?

Em vez de lamentar a falta de tempo, existem algumas maneiras para treinar e atingir mais em menos tempo. Sociologista e especialista em produtividade, Dr. Christine Carter, compartilha como converter a ocupação em excesso em energia produtiva e criativa em seu livro, O Ponto de Equilíbrio – Como obter o máximo de resultados com o mínimo de esforço.

Dr. Carter muda a suposição de que temos em mente que mais trabalho é igual a uma maior produtividade. Nós conversamos com ela para aprender exatamente o que é O Ponto de Equilíbrio e como alcançar nosso maior potencial de produtividade com facilidade.

O caminho para o Ponto de Equilíbrio

Trello: Para começar, o que é ‘O Ponto de Equilíbrio’? Quais são as formas de treinar seu cérebro para alcançar essa zona, apesar das exigências constantes do seu tempo?

Christine: “O Ponto de Equilíbrio” é a sobreposição entre a maior força e a maior facilidade. Pense nisso como jogar tênis. ‘O Ponto de Equilíbrio’ é o ponto de potência ideal que o jogador atinge com a raquete. A bola se lança poderosa e facilmente para o outro lado da quadra. Quando a bola é atingida fora do ‘Ponto de Equilíbrio’, há uma sensação de tensão e resistência. A bola pode até chegar ao outro lado da rede, mas é preciso mais esforço e força.

Para mim, o ‘Ponto de Equilíbrio’ se parece como uma atenção relaxada e focada. Eu estou totalmente presente em meu trabalho e meu cérebro está funcionando em seu maior potencial. Mas o ‘Ponto de Equilíbrio’ é bem difícil de atingir, especialmente se você é perfeccionista como eu. Sempre fui mais propensa a colocar o máximo esforço em todas as tarefas, até em trabalhos mais superficiais.

Meu cérebro já está bem treinado agora para que eu possa trabalhar profundamente e focada sem sentir o estresse de finalizar trabalhos mais superficiais, como responder e-mails. Eu cheguei no ponto de alcançar meu ‘Ponto de Equilíbrio’ diariamente porque eu intencionalmente me preparo para uma experiência de atenção relaxada e focada.

“‘O Ponto de Equilíbrio’ é a sobreposição entre a maior força e a maior facilidade.” – Dr. Christine Carter, Ph.D.

Você explica em seu livro que a “ocupação em excesso” é visto como uma medalha de honra assim como o preço da admissão ao sucesso. No entanto, as táticas para lidar com a ocupação, como ser multitarefa, nos tira dos eixos. Como uma pessoa pode parar a ‘roda do hamster’ da ocupação em excesso?

Christine: Existe um paradoxo. Assim que ficamos sobrecarregados com nossa “ocupação”, nós perdemos a habilidade de gerenciar o tempo, mas é nesse exato momento que mais precisamos gerir nosso tempo e prioridades.

Você pode parar a roda do hamster de ocupação com uma lista de tarefas realmente efetiva. O cérebro só consegue relaxar quando ele sabe exatamente quando ele irá fazer algo. Então, se tem algo te preocupando, mas você sabe quando irá abordar isso no futuro, seu cérebro o libertará inconscientemente e impedirá isso de interferir no seu trabalho mais aprofundado. Às vezes é tão simples como dizer ao seu cérebro quando você irá fazer algo e seguir com esse compromisso.

Você pode ser a pessoa mais organizada, mas nunca completará seus planos de ação ou alcançará o ‘Ponto de Equilíbrio’ se for interrompido. Quando você está finalizando suas tarefas, precisa abordá-las uma de cada vez. Você não pode abordar uma, então checar seu e-mail antes de ir para a próxima tarefa.

Para entrar na zona, construa sua fortaleza contra a distração. Feche seu e-mail durante uma boa parte do dia e use fones que cancelem o barulho externo. A maior parte das pessoas que seguem essa estratégia conseguem finalizar 2-3 vezes mais tarefas de trabalho por dia.

As obrigações e listas de tarefas muitas vezes se acumulam porque é difícil dizer “não”. Qual a melhor forma de priorizar?

Christine: Dizer “não” é uma habilidade muito importante. Pense nisso como uma língua estrangeira. Todo mundo pode aprender, mas é preciso dedicação e prática para se tornar fluente. Se você quer ser verdadeiramente produtivo, você precisa falar a língua do ‘não’.

Informações, obrigações e trabalho chegam para a gente rápido e furiosamente. Se você não é bom em dizer ‘não’ e morde mais do que consegue mastigar, você irá eventualmente se sentir sobrecarregado e acabará tendo um baixo desempenho.

Eu uso alguns truques para dizer não. Eu imagino alguém que eu sei que é muito importante, como meu amigo, Michael Lewis, autor de Moneyball e The Big Short. Eu observei como ele é claramente capaz de dizer não quando algo não está alinhado às suas prioridades.

Eu recebo muitas solicitações por e-mail, então quando eu me sinto oprimida a responder, eu imagino que alguém como o Michael provavelmente nem responde esses pedidos. Se algo não está alinhado com as minha prioridades, então eu não devo me sentir culpada por dizer não ou não responder.

Essa é uma das partes mais importantes de falar a linguagem do não – determinar sua prioridades. Eu recomendo identificar 5 prioridades e então dizer não para todo o restante que não se alinhe com elas.

Dizer “não” é uma habilidade muito importante. Pense nisso como uma língua estrangeira. Todo mundo pode aprender, mas é preciso dedicação e prática para se tornar fluente. Se você quer ser verdadeiramente produtivo, você precisa falar a língua do não.

 

Como um detox digital ajuda no encontro do ‘Ponto de Equilíbrio’? Você possui uma rotina livre de tecnologias que melhoraram sua concentração, produtividade e criatividade?

Christine: Durante o dia no trabalho, é fácil receber interrupções. Se você precisa produzir um trabalho de alta qualidade, desligue todas as notificações e avise as pessoas que você está focada em finalizar o trabalho. Você pode até mesmo separar umas horas de escritório ou blocos de tempo mostrando quando pode se reunir com os membros da equipe ou participar de reuniões.

Se você sabe que será interrompido por colegas de trabalho ou ligações, atribua 2 horas para completar atividades que normalmente leva uma hora. Assim, você não ficará frustrado com as interrupções. Mas nunca permita interrupções quando você estiver acessando seu ‘Ponto de Equilíbrio’.

Existem inúmeros benefícios de se desintoxicar da tecnologia todas as noites. O mais importante, você dorme melhor. O sono ajuda a melhorar a felicidade, performance e criatividade. Você também encontra mais tempo para fazer as coisas que você reclama nunca ter tempo porque está ocupado. Ao invés de navegar pelas redes sociais antes de dormir, eu passo tempo com minha família, leio, pinto, limpo a casa ou ouço podcasts.

Em geral, nutro os relacionamentos que importam pra mim. Mais tarde na vida, você não vai desejar ter passado mais tempo no Facebook à noite. Ao invés, você vai desejar ter investido mais tempo de qualidade com amigos e familiares.

Mas a tecnologia não é inerentemente ruim. É a metáfora da raquete. Quando usado estrategicamente, vai te ajudar a alcançar o ‘Ponto de Equilíbrio’.

Como você usa o Trello? Como você acha que as pessoas podem usá-lo para desenvolver micro hábitos diários que ajudam a melhorar a concentração e produtividade com menos trabalho e energia?

Eu uso o Trello de diversas maneiras. Uso para planejar minha lista de tarefas diárias e organizar os pensamentos dos meus livros. Em casa, uso o quadro do Trello com minha família para compras de mercado e planejamento semanal de refeições.

Todos nós temos um bom controle sobre quanto tempo cada tarefa levará para ser finalizada. Eu agrupo tarefas similares em “Trabalho de Pensar” e “Itens Acionáveis” e configuro um prazo no calendário para finalizá-las. Encorajo meus clientes a fazer o mesmo e gerenciar sua carga de trabalho ao configurar essas listas e tarefas em cartões no Trello.

Cada lista é um cronograma para tarefas agrupadas. Por exemplo, tem uma lista de 5-10 minutos com itens acionáveis rápidos, uma lista de 20-30 minutos para pedaços de um projeto e uma lista de 1 hora para os trabalhos que precisam dedicar mais tempo pensando.

E então, tem uma lista de tarefas macros. No início de cada dia, eu incentivo meus clientes a escolherem quais tarefas eles conseguem completar da lista de tarefas macro e agruparem elas em listas baseadas no tempo que eles tem disponível. Por exemplo, se eles possuem uma hora para itens acionáveis, então eles podem escolher 7 itens para finalizar e colocá-los na lista de 5-10 minutos. Se eles não finalizam as tarefas, não é um grande problema. Eles podem simplesmente mover os cartões de volta a lista de tarefas macro para o próximo dia.

Ao separar o tempo para diferentes tipos de tarefas e trabalho, você treina seu cérebro para ativar as partes mais poderosas, assim atingir seu ‘Ponto de Equilíbrio’ e conseguir mais com maior facilidade.

Treine seu cérebro a chegar ao cobiçado ‘Ponto de Equilíbrio’ ao copiar o modelo de quadro do Trello dela aqui.

Conta pra gente: Como você entra nos eixos? Quais são as maneiras que você estabelece suas prioridades, minimiza interrupções e, finalmente, possui dias produtivos?

Compartilhe esse artigo:

Postagens Relacionadas

Trello on various platforms

Using Trello at Work

Sign up for Trello Business Class to learn how your entire team can maximize productivity.

Saiba mais