Como estabelecer metas pessoais que se integram com as profissionais

como estabelecer metas pessoais
É um eterno dilema: Casa ou escritório? Saúde ou trabalho? Família ou amigos? Viver para trabalhar ou trabalhar para viver?

Como estabelecer metas pessoais sem pesar todos esses aspectos?

E se for assim, as metas deixam de ser pessoais?

Albert Eisntein, o famoso físico, tinha uma opinião um tanto polêmica sobre o assunto:

“Se você que ter uma vida feliz, comprometa-se com um objetivo, não com pessoas ou coisas”.

Ao que parece, ele se restringia a seus interesses e seguia em frente, sem balancear muito as outras áreas.

Isso deveria ser mais fácil para ele, pois seu trabalho e sua paixão eram a mesma coisa: desvendar os mistérios da física.

E nós, meros mortais, que não somos reconhecidos como prodígios do século (nem podemos mostrar a língua em uma foto sob o risco de sermos chamados de ridículos e não de gênios), como estabelecer metas pessoais?

É possível fazer isso sem negligenciar alguns de nossos interesses e, ao mesmo tempo, nos realizarmos profissionalmente?

Segundo Stew Friedman, Professor da Wharton School, não só é possível como as pessoas que colocam suas vidas pessoais como prioridade costumam ter os melhores desempenhos.

Os 4 Caminhos para a Vitória

caminhos para metas

Em um artigo entitulado Grandes Realizadores Fazem de Sua Vida Pessoal uma Prioridade, Friedman faz um resumo se seu livro, Conduzindo a Vida que Você Deseja, em que pesquisou a biografia de vários profissionais de sucesso.

Ele descobriu que suas trajetórias pessoais também eram repletas de realizações em outras áreas, em um total de quatro:

  1. Profissional
  2. Pessoal
  3. Social
  4. Familiar

O segredo dessas pessoas é se esforçarem para:

“Fazer o que podem para tornar as coisas melhores para as pessoas que mais importam para eles, aqueles que dependem deles e de quem eles dependem, em todos os vários aspectos de suas vidas”.

E Friedman passa a receita de como estabelecer metas pessoais para conseguir ter sucesso em todos esses aspectos: ser real, ser integral e ser inovador.

Ser real é agir com autenticidade, esclarecendo o que é importante para você:

É preciso responder sinceramente a algumas perguntas básicas:

  • O que mais importa para mim?
  • O que eu realmente valorizo?
  • É a família?
  • Uma realização criativa?
  • Crescimento espiritual?

Ser integral é agir com integridade, reconhecendo como as diferentes partes de sua vida se afetam.

Isso significa identificar várias coisas:

  • Quem é mais importante para você no trabalho, em casa e na comunidade.
  • Compreender o que você precisa dos outros e o que você deve dar aos outros.
  • Entender como essas necessidades se relacionam.

Ser inovador é agir de forma criativa, experimentando como as coisas são feitas de forma que sejam são boas para você e para as pessoas ao seu redor.

É preciso implementar ações realistas para ser vitorioso nesses quatro campos de sua vida:

  • No trabalho
  • Em casa
  • Na sua comunidade
  • Para você mesmo

Uma pessoa que parece concordar com ele é a jornalista Vera Mesquita :

Vera Mesquita“Acredito que, como muita gente, possuo muitas metas pessoais. Talvez até demais. Quero trabalhar mais, entrar em forma, iniciar um projeto, fazer trabalho voluntário, enfim, são muitas ideias”

– Vera Mesquita

 

Como se vê, dentre a metas de Vera, todos os quatro campos da vida estão presentes.

Para balancear isso, Vera nos passa algumas dicas de como estabelecer metas pessoais.

A primeira coisa que ela faz é designar prioridades. Depois, ela define a meta mais importante ou urgente, e a explora sob diversos aspectos, seguindo um roteiro:

  • Descobrir por que essa meta é importante para mim.
  • Conhecer minha motivação para não desistir no meio do caminho.
  • Escrever em um papel e sempre voltar a ele para me inspirar.
  • Desmembrar essa meta em diferentes etapas.

Por exemplo: quando ela vai escrever um livro, há a fase de pesquisa, de redação, revisão, o contato com editoras, e outras. Ela determina um prazo para cada etapa, para não se atrapalhar nem perder o foco.

Ela sente, também, grande necessidade de visualização:

“Para mim é muito importante ver minha meta, então sempre tenho um caderno, painel ou calendário onde anoto tudo. Coloco inspirações, marco compromissos, escrevo ideias, enfim, deixo tudo junto em um lugar só. O Trello é uma ótima ferramenta para organizar tudo isso”.

Por fim, Vera destaca que mais importante do que seguir dicas e receitas para atingir metas, é saber o que a motiva e, principalmente, aproveitar o caminho. Se você foca apenas no resultado, pode se desmotivar com mais facilidade.

Como estabelecer metas pessoais com OKR

metas
OKR é uma metodologia
para definir metas empresarias muito usada por empresas do Vale do Silício.

Seu conceito básico é definir objetivos e resultados-chave.

Os objetivos são definidos respondendo a seguinte pergunta: Aonde eu quero chegar?

Os resultados-chave devem atender a pergunta: Como vou saber se estou chegando lá?

Assim, usando a metodologia OKR é possível ir medindo suas conquistas, conforme persegue os objetivos, e perceber se está no caminho certo.

Rubens Stulzer, do VivaReal, é um profissional que já fez isso e nos ensina como estabelecer metas pessoais com o OKR.

Rubens Stulzer“Logo que comecei no time de Mobile Growth do VivaReal, meu gestor me chamou para um one on one, onde ele me questionou acerca dos meus objetivos profissionais. Disse que ele me ajudaria bolando um plano para termos OKRs individuais para os membros do time”.

– Rubens Stulzer

Como ele vinha de uma área técnica e tinha pouco conhecimento de Marketing, traçaram um plano para que ele diminuísse esse déficit em Marketing: Ele leria o livro “The Growth Marketeer” e teria o acesso a uma série de vídeos entitulada Silicon Valley Business Review, onde Growth Hackers discutiam suas estratégias e ensinavam o que tinha funcionado para eles.

Feito isso, criaram uma planilha onde o Objetivo era “Melhorar os conhecimentos em Marketing e Growth Hacking“.

Mas como se tratava de um sistema de OKR, como metrificar os resultados-chave?

A solução foi simples: fizeram um cálculo da porcentagem correspondente a cada página lida ou cada episódio assistido, e isso aumentava proporcionalmente os resultados-chave.

O acompanhamento era quinzenal e assim era possível se saber a quantas andavam seus OKRs pessoais.

Outro profissional que usa OKR para estabelecer metas pessoais é o especialista em Marketing  :

Pedro Renan“Acredito que não exista nada mais fácil do que elaborar metas pessoais (difícil é segui-las), fazemos isso todos os dias certo? Em especial no dia 31/12 de cada ano, as famosas metas de ano novo”.

– Pedro Renan

Pedro Renan é outro que faz questão de passar algumas dicas práticas, úteis para quem quer saber como estabelecer metas pessoais:

1. Escreva suas metas

Pedro usa o modelo de OKR, levado para sua vida pessoal. Basta traçar objetivos e resultados-chave para o mês e o trimestre. A metodologia que você vai usar não importa. O fator relevante é você escrever, colocar em um papel ou no computador, mas que seja algo que esteja sempre visível e ao seu alcance. 

2. Compartilhe suas metas nas redes sociais

Pode gerar um pouco de vergonha no começo, mas compartilhar suas metas com outras pessoas é uma das táticas mais poderosas, pois agora você se comprometeu com todo o seu círculo social. Você quer realmente decepcionar todo mundo?

3. Aposte dinheiro

As pessoas tem memória fraca, inclusive você. Então, escrever suas metas para você e seus amigos pode não ser o suficiente, pois depois de um mês ou dois ninguém mais vai lembrar.

Agora quando dói no bolso, Pedro tem certeza que todos lembrarão.

Então, aposte com um amigo ou familiar um valor representativo. Se você ganha 2.000 por mês, aposte 500 reais que você vai realizar aquela meta.

E a outra pessoa deve fazer o mesmo. Assim, a determinação com certeza irá aumentar.

Você apostaria seu salário nessas dicas?

Estabeleça metas que você de fato quer realizar

realizar tarefas

Quando você realmente deseja algo, não tem como estabelecer metas pessoais mais fáceis que estas. E isso vale também para o campo das metas pessoais na área profissional.

É por isso que Elizabeth Grace Saunders defende em seu artigo para a Harvard Business Review que antes de definir sua metas, você deve descobrir quais realmente interessam para você.

Para isso, ela propõe que você se faça três perguntas:

  1. Se eu pudesse atingir um único objetivo profissional este ano, qual seria?
  2. Quando penso neste objetivo, me sinto animado em trabalhar nele ou apenas em concluí-lo?
  3. Estou motivado para alcançar esta meta porque é interessante e importante, ou estou fazendo isto para agradar outras pessoas?

Renato Regis, doutorando em comportamento do consumidor na Vienna University of Economics and Business, não usa essas perguntas sugeridas por Saunders, mas tem uma opinião bastante enfática sobre motivações e objetivos:

“O primeiro passo para alcançar nossos sonhos e objetivos é conhecê-los. Como um bom profissional de marketing, eu acredito que o essencial para saber se uma ação funciona ou não é conhecendo bem seus objetivos. Esse conceito, na minha opinião, também é aplicável à vida pessoal”.

Vamos conhecer mais uma receita de como estabelecer metas pessoais?

Eis o que Regis recomenda:

  • É um momento de grande reflexão, não basta se perguntar onde você quer chegar.
  • Pergunte-se também: Por que quero chegar lá? Qual razão me dá uma motivação extra para conseguir isso?
  • Use as ferramentas disponíveis para organizarmos suas ideias.
  • Pode começar com papel e caneta, mas depois é importante passar para ferramentas online.
  • Faça uma reavaliação periódica desses objetivos (principalmente quando forem de mais longo prazo), para não se perder atrás de uma meta que já não faz sentido.
  • Lembre-se que uma reestruturação de objetivos não é sinal de fraqueza, e sim de reflexão e autoconhecimento.

Ouvimos conselhos de quatro profissionais e pudemos conhecer duas metodologias acadêmicas de como estabelecer metas pessoais.

Em todas elas, apesar de métodos variados e técnicas diferentes, uma coisa sempre esteve presente: equilíbrio!

Esta é uma importante lição que devemos levar para a prática de nosso dia a dia: não sacrifique uma meta, um sonho, um objetivo de vida, em função de outros que, talvez, não sejam realmente os que mais importam para você.

Seja produtivo e eficiente, mas não deixe de sonhar sempre! Afinal, como diria Walt Disney:

“Se você pode sonhar, você pode fazer”

trilha de produtividade

Compartilhe esse artigo:

Postagens Relacionadas

Trello on various platforms

Using Trello at Work

Sign up for Trello Business Class to learn how your entire team can maximize productivity.

Saiba mais