Por que você precisa treinar seu cérebro para ser mais produtivo

 

Treine seu cérebro

Os humanos têm uma preferência autodestrutiva por soluções fáceis. Você também tem? Você não passa seu tempo desenvolvendo sistemas (que chato!), mas você lê artigos como “53749 dicas para melhorar sua produtividade”? Faz sentido: você quer tentar o máximo de coisas e descobrir como fazer seu cérebro funcionar melhor.

Em vez de ler dicas feitas a partir da experiência pessoal dos outros, você pode começar a fazer algo muito mais sustentável agora mesmo, e não é só mais uma gambiarra. Aqui estão algumas das coisas mais importantes para entender sobre como nosso cérebro funciona, para que você possa começar a usá-las a seu favor: treine seu cérebro!

Você tem um número mágico (7 ± 2)

Imagine só: você está com medo de esquecer de trancar a porta quando você vai fazer compras porque você já está tentando se lembrar da lista de compras, das tarefas urgentes e do nome daquela música na sua cabeça. Soa familiar?

Como diz o mestre da produtividade e autor de Getting Things Done, David Allen, “As pessoas dizem, ‘vou fazer tal coisa’ mas elas não anotam em nenhum lugar, e a ideia se perde em um buraco negro. Estaria tudo bem, se fosse uma coisa só, mas são centenas de coisas… Sua cabeça foi feita para conceber ideias, não armazená-las.”

Na verdade, o número mágico de coisas que você pode segurar na sua memória funcional é 7 ± 2. E infelizmente, seu cérebro não sabe escolher qual informação é a mais vital. Você pode ter 5 pensamentos irrelevantes tomando o lugar de 5 tarefas importantes.

Treine seu cérebro criando o hábito de escrever tudo o que passa pela sua cabeça. Abra uma pasta no Evernote ou uma lista Workflowy chamada ‘depósito cerebral diário’ onde você pode escrever tudo o que der na telha. No começo, pode ser um pouco difícil entender a mecânica do processo: o que deve ser escrito para que essa tática seja eficiente, ou quanto tempo você deve passar fazendo isso, e o que é “aceitável” escrever?

Você não precisa escrever um diário detalhado. Você pode anotar 10-20 pontos em 5 minutos sobre o que você fez hoje, o que precisa ser feito, e também pensamentos fugazes e malucos que passam pela sua mente. Isso te ajuda a saber o que precisa ser trabalhado e também a gerenciar suas tarefas.

Seu cérebro adora ser multitarefa, mas sua produtividade odeia

Treine seu cérebro

Segundo um estudo da Ohio State University, mutitarefas dão a seu cérebro a sensação de que você está realizando muitas coisas, quando na verdade você só está se sobrecarregando.

Como diz Zheng Wang, pesquisador-chefe e autor da pesquisa, “[as pessoas] parecem interpretar mal as sensações boas que recebem ao fazer múltiplas tarefas. Elas não estão sendo mais produtivas – elas só se sentem mais emocionalmente satisfeitas com seu trabalho.”

Wang diz também que realizar múltiplas tarefas é um hábito adquirido, algo que pode ser fortalecido com o tempo e superado se for substituído por um comportamento construtivo. Treine seu cérebro para isso.

Em vez de aceitar suas trocas de tarefa como um momento onde “você não vai ser muito produtivo de qualquer maneira”, encontre alguma coisa para distrair a parte de seu cérebro que precisa de gratificação constante. Talvez seja ouvir um tipo determinado de música, ir trabalhar em um café por uma hora, ou ir fazer um cafezinho.

Energia vs Tempo

Treine seu cérebro

Quando você começa a treinar seu cérebro documentando sua produtividade (ou a falta dela) você descobrirá alguma coisa peculiar. A vontade de passar de tarefa em tarefa aparece em horários específicos.

De acordo com a teoria do ritmo Ultradiano, é possível mapear os níveis de energia de seu corpo de acordo com o relógio. Da mesma maneira em que você tem ciclos de sono REM, você também passa por ritmos de concentração alta e baixa – produtividade e exaustão.

Treine seu cérebro

De maneira semelhante aos ciclos de REM, os ciclos mais eficientes para realizar suas tarefas duram 90 minutos, com 20 minutos de intervalo.

Para saber mais, o artigo de Yulia Yaganova sobre encontrar suas horas mais produtivas, delineia uma estratégia de produtividade com embasamento científico real.

Treine seu cérebro para notar quando sua produtividade está diminuindo, e faça uma pausa de 20 minutos. E de acordo com Tony Schwartz, autor especialista em produtividade, você deve “avaliar de maneira intermitente a quantidade e a qualidade de sua energia.” Se você avaliar que está com energia nota 5 ou menos, sua melhor opção é fazer uma pausa.

Receba uma atualização de status sobre seu sono

O sono REM é o tipo mais valioso de sono, e você só consegue algo como 4 ou 5 ciclos por noite. Ao menos que você esteja monitorando seu sono REM, ou se punindo com um despertador violento, você dormirá por vários ciclos a mais do que é necessário, o que pode ser terrível para a produtividade.

Em uma entrevista para a Time, David Kripke, pesquisador reconhecido desta área, diz “dormir 8.5h pode ser até um pouco pior que dormir 5 horas.”

Treine seu cérebro

Sem monitorar seus ciclos de REM, você acordará tarde e se sentindo desolado de ter desperdiçado o dia, sem falar na lentidão resultado de dormir demais. É mais fácil (e mais saudável que esse despertador chato) começar a monitorar seus padrões de sono e ter certeza de acordar no final de um ciclo inteiro de REM, e não no meio.

Se você sentir que está sempre cansado quando acorda, seu despertador provavelmente está programado para disparar bem no meio de um ciclo REM. Usando um despertador que monitora seus ciclos REM como o Sleep Cycle pode ajudar a encontrar o horário ideal para acordar em menos de uma semana. Ele funciona sem estabelecer um horário fixo para te acordar, mas um espaço de tempo determinado.

Por exemplo, se você colocar o alarme para 6:45, ele estará programado para disparar entre 6:15 e 6:45, quando você estiver pronto para acordar.

Descubra seus próprios sistemas

Não existem soluções fáceis para iniciar um projeto, acordar mais cedo, ou se sentir mais motivado.

Se você quer treinar seu cérebro para instantaneamente “trabalhar com 3000% mais eficiência” você vai passar mais tempo vivendo nessa ilusão, ao invés de usar o seu tempo para ter mais consciência de si, monitorar seu foco e observar as horas mais produtivas do seu dia.

A final, seu cérebro não é um computador que pode ser hackeado, mas ele pode sim ser programado, desde que você treine seu cérebro.

Leia também: A psicologia do checklist: por que estabelecer pequenas metas nos motiva para realizar tarefas maiores

Compartilhe esse artigo:

Postagens Relacionadas

Trello on various platforms

Using Trello at Work

Sign up for Trello Business Class to learn how your entire team can maximize productivity.

Saiba mais