A estratégia da gamificação: o que é e como ela pode me ajudar?

Você precisa de motivação para fazer algo e não encontra ela de jeito nenhum? Tudo bem, você é só mais um que promete para si mesmo que vai entrar para a academia mas não saiu da inércia. Agora, pense: se você tivesse que correr de zumbis, seria uma boa motivação para se exercitar? O Zombies, Run! é um dos vários apps que nos ajudam exatamente nisso, com um famoso conceito chamado gamificação.

No caso do Zombies, Run!, fugir dos zumbis imaginários do app ajuda a motivar pessoas a correr e se exercitar. A atividade que dava tanta preguiça virou diversão. E com isso, só para ter uma ideia, já são milhões de jogadores participando, se exercitando, e salvando o mundo dos zumbis. Aos poucos, essas atividades vão se tornando bons hábitos.

Se você gostou dessa ideia e também quer adaptar a sua realidade com conceitos de gamificação, vamos lá, este post é para você.

Gamificação: o que é e por que você precisa conhecer essa estratégia

O Six to Start é um aplicativo fitness que funciona através de gamificação, ou gamification, em inglês. O termo remete à aplicar conceitos de jogos às estratégias de produtos, serviços, marketing e do dia a dia das empresas em geral. A gamificação existe para levar diversão e tudo que é viciante nos games para o ambiente do trabalho e seus frutos.

A gamificação funciona através de um processo de design human-focused, ou seja, focado nas pessoas. A estratégia leva esse nome por remeter à ideia da indústria de games, que sempre foi focada em oferecer objetivos alcançáveis às pessoas e diversão como meio de chegar lá. E como os games são ótimos para estimular as pessoas e motivá-las, não poderia existir nome melhor.

Resumindo, a gamificação é uma forma de motivar através de estratégias divertidas, dinâmicas e que engajam as pessoas durante o processo.

E é como disse Charles Duhigg em O Poder do Hábito, a força de vontade não é só uma habilidade, mas funciona como um músculo, que precisa ser trabalhado.

Por que usar a gamificação: o grande objetivo

A gamificação funciona por um grande motivo, que na realidade é bem simples. Para entendê-lo melhor, tente observar ou imaginar uma brincadeira entre crianças. Você poderá perceber que crianças, em seus jogos, demonstram grande ética ao executar tarefas. Muito mais do que as tarefas de trabalho ou de estudos, os jogos inspiram em seus usuários um compromisso que é fechado consigo mesmo.

Por isso é tão comum ver crianças, adolescentes, e – por que não? – adultos dedicados ao extremo em jogos. A meta de subir o nível de um personagem é buscada com afinco por um simples motivo. O objetivo da gamificação, então, é nos fazer traçar um grande objetivo e ver a big picture da situação.

Gamificação no dia a dia e como ela funciona

A gamificação, como vimos no conceito acima, pode trazer vários benefícios para o seu dia a dia. Apps de produtividade, apps fitness e de ensino de idiomas são os melhores exemplos encontrados no mercado atualmente.

Apps como o Duolingo, famosa ferramenta para aprendizado de idiomas, utilizam diversos conceitos de gamificação. O aplicativo desbloqueia funções com objetivos cumpridos e dá recompensas para quem avança até as metas estabelecidas no curso. Tudo para ajudar a motivar o usuário a seguir com o estudo e continuar batendo as metas de forma dinâmica e com boa interação no app.

É importante saber também que a gamificação não estimula apenas com recompensas e diversão propriamente dita. Ela motiva usuários com uma série de recursos simples mas que agem bem na mente das pessoas. Estimular a competição, quantificar e mostrar o progresso das atividades, e incentivar a interação entre usuários são algumas outras formas de usar a gamificação. Ferramentas fitness como MyFitnessPal e Fitocracy são bons exemplos disso. A primeira, por mensurar dados e estimular a saúde de forma interativa contando calorias e mostrando os benefícios de controlá-las. E o Fitocracy, por estimular a interação entre usuários como uma rede social, mensurando também o conhecimento e ensinando conceitos de saúde de forma didática e interativa.

Aplicando estratégias de gamificação em empresas – com objetivos diferentes

Na prática, a aplicação de gamificação nas empresas não é muito diferente dos conceitos que falamos acima. Por outro lado, a estratégia pode ter objetivos variados e funcionar em áreas diferentes de cada empresa.

Basicamente, o que vai diferir na utilização de gamificação pelas empresas é o seguinte:

  • Startups, empresas de tecnologia e empresas menores costumam utilizar gamificação em produtos. Aplicativos, principalmente, têm o objetivo de oferecer sempre uma experiência melhor. A gamificação atua nessa ideia, ajudando no sucesso dos produtos e no engajamento de usuários. Apps de gestão como o Trello trazem um pouco disso. Avançando com as tarefas nos quadros, até a entrega é muito mais fácil desenvolver a motivação do usuário. O 12 Minutos também traz elementos de gamificação para seus usuários o tempo todo. Progresso facilmente mensurável e interface interativa são algumas das funções “gamificadas” mais facilmente notadas. Isso sem contar com o próprio objetivo do 12’, que é facilitar e deixar mais interessante a tarefa de ler livros de sucesso.
  • Empresas de porte médio e as mais estabelecidas tendem a usar gamificação para as estratégias de marketing. Programas de fidelidade, premiações e ações que engajam usuários são o caminho. A Starbucks, por exemplo, desenvolveu uma ação chamada Starbucks rewards. Os consumidores se cadastram via app e ganham estrelas a cada compra. Eles alcançam níveis e ganham recompensas como cafés grátis e ofertas personalizadas. Assim, a marca estimula a fidelidade do usuário e aumenta as vendas.
  • Empresas muito grandes aplicam a gamificação de dentro para fora. Elas levam o conceito para dentro do local de trabalho para motivar a equipe e fortalecer a cultura da empresa. Além disso, é uma ótima forma de otimizar e facilitar processos do dia a dia do trabalho. Programas de metas e recompensas para vendedores são um bom exemplo. A automatização via tecnologia de processos de marketing e vendas, de forma prática e interativa também.

Outros incríveis apps que aplicam a gamificação

Como dissemos, são vários apps que já aplicam essa estratégia. Aqui, indicamos mais dois:

  • Chorewars: você também tem dificuldades na hora de realizar as tarefas domésticas? Esse app vai te ajudar a enfrentar isso. Você cria o seu personagem e pode até interagir com as pessoas que moram com você.
  • Superbetter: Quer parar de fumar, perder peso, economizar dinheiro ou fazer uma grande viagem? Essa plataforma é indicada para quem tem alguma grande meta. É bem legal e gratuito!

Então, seja no trabalho ou no dia a dia, a gamificação tem muito a oferecer de benefícios. Aumentar a motivação, melhorar a produtividade, ajudar na busca por objetivos que pareciam distantes e promover diversão em tarefas consideradas chatas são só as mais básicas das vantagens. Estude mais sobre o assunto, conheça ferramentas que vão ajudar e desenvolva seus próprios métodos para realizar suas tarefas com todo o seu potencial! Quase sem perceber, a gamificação vai poder te ajudar nos mais diversos âmbitos da sua vida pessoal e profissional.

Compartilhe esse artigo:

Postagens Relacionadas

Trello on various platforms

Using Trello at Work

Sign up for Trello Business Class to learn how your entire team can maximize productivity.

Saiba mais