A empresa de tecnologia que está ajudando mais de 600 desenvolvedores na África #oFuturoéRemoto

A Andela gosta tanto do Slack e do Trello que fizeram este clipe incrível para a música que criaram sobre a integração das duas ferramentas.  

Contratar bons desenvolvedores é uma das maiores dores das empresas de tecnologia atualmente. Com a demanda crescente de habilidades técnicas voltadas para essa indústria,  encontrar talentos é a prioridade número um dos recrutadores tech. E isso não é só verdade nos EUA, mas no mundo como um todo.

E é aí que entra a Andela. Seu propósito é conectar desenvolvedores africanos de alto nível a oportunidades profissionais nos EUA e ao redor do mundo.

“Ao investir nos desenvolvedores mais talentosos da África, nosso objetivo é resolver a escassez global de talentos da área de tecnologia, ao mesmo tempo que geramos oportunidades para que profissionais africanos participem dos maiores desafios do mundo de tecnologia”, explica Christina Sass, co-fundadora e presidente da Andela.

Níveis de trabalho remoto

O time da Andela hoje possui 900 pessoas, espalhadas em quatro fuso horários e em cinco escritórios. Cada departamento é distribuído, então a cultura remota existe desde sempre. Eles usam o Trello e o Slack para gestão das pessoas à distância e comunicação assíncrona, o Zoom e o Google Hangouts para reuniões de equipe, reuniões individuais e ligações de vídeo casuais.

Além disso, cada desenvolvedor da Andela também faz do time de engenharia de 100 empresas parceiras, que, somadas, possuem sedes em 55 cidades ao redor do mundo.

Como trabalhar remoto significa flexibilidade, foco e comunicação, é possível encontrar engenheiros da Andela trabalhando em algum dos escritórios, nos parceiros ou mesmo de qualquer lugar para aumentar o foco nos projetos.

“A parte mais essencial da cultura remota para mim é a confiança. Equipes e empresas que aderem ao remoto realmente acreditam que seus colaboradores possuem maturidade e sabem o que precisa ser feito. Meu desempenho é melhor quando confiam em mim e quando me dão liberdade para eu trabalhar no meu tempo e no lugar que funciona melhor para mim. Agora que eu já experimentei essa condição, eu sempre irei priorizar esse tipo de liberdade e confiança ao invés de muitos outros benefícios.”

As melhores ferramentas para gestão de pessoas à distância

A Andela realmente se preocupa com a cultura remota. Na prática, isso significa que todas reuniões possuem um link do Google Hangouts, a maioria das conversas acontecem no Slack  e as atualizações de projetos são feitas através do Trello para que todo mundo esteja na mesma página do que está acontecendo.

“Aderir ao trabalho remoto significa que você age remotamente, mesmo se estiver no escritório. Um exemplo disso é que todos entram nas conferências com seus computadores para que quem está remoto não se sinta deslocado.”

Quando a Andela fecha parceria com uma nova empresa, eles criam um canal no Slack com o líder da equipe, os desenvolvedores e o suporte alocado para o projeto.

A Andela usa o Slack para se comunicar com a equipe interna e a dos parceiros, o Trello para gestão das pessoas à distância e videoconferências para entrosamento e troca de ideias em geral. Inclusive, eles deixam câmeras ligadas 24h nas áreas compartilhadas dos escritórios para que as pessoas se sintam mais conectadas.

“A cultura da Andela é o somatória das culturas de cada uma das sedes. Nesse contexto, ferramentas como Slack e Trello nos ajudam a disseminá-las por todos os times. Um exemplo disso é que no escritório de Lagos, capital da Nigéria, o time está cheio de pais e mães de primeira viagem. Então, várias fotos de bebês ou de casamentos são compartilhadas por lá. Já que muitas pessoas do time raramente se veem presencialmente, tais ferramentas são essenciais para estreitar relacionamentos e trabalhar bem em equipe.”, diz Saas.

“Trabalhar remoto é colaborar com alguém em um projeto por meses e sentir como se já conhecesse seu colega desde sempre quando se encontra com ele. Unir o remoto com encontros presenciais é maravilhoso, mas o fato dessas relações já existirem é surreal e graças ao trabalho remoto.”

Conectando desenvolvedores e dando feedbacks: um loop infinito

Como a maioria da equipe é formada de  desenvolvedores, eles acabaram construindo ferramentas próprias para facilitar o trabalho remoto.

“Rack City”, por exemplo, é o Stack Overflow interno da Andela que roda no Slack. Todos os desenvolvedores que já foram alocados em alguma empresa parceira podem ir ao canal Rack City e perguntar por exemplo “Quem já trabalhou com phantom.js e já teve esse problema com java ou já viu esse erro de postgres?” Imediatamente, aparecem os feedbacks dos colegas, que são mais de 600.

Já o Pulse, é um plataforma interna para acompanhar o progresso dos desenvolvedores alocados em empresas parceiras e coletar feedbacks dos líderes de equipes externas.

Eles integraram o Pulse com o Slack para que sempre que um líder de Sucesso do Parceiro fizer uma call de acompanhamento, os feedbacks recebidos sejam enviados para o canal onde estão os desenvolvedores e engenheiros seniores do projeto em questão. Essa configuração permite que toda a equipe converse sobre os feedbacks e resolva de forma proativa quaisquer problemas que possam surgir.

“Aderir ao trabalho remoto significa levar em conta as pessoas remotas 100% do tempo. Empresas que adotam o remoto não levam 10 minutos para configurar uma reunião online, porque isso simplesmente faz parte do dia a dia. É praticamente a mesma coisa que reservar uma sala de conferência presencial.”

Veja mais dicas de  como fazer a gestão de pessoas à distância e aderir à cultura remota em nosso eBook: Como Aderir ao Trabalho Remoto

Baixar o guia (PDF)

Compartilhe esse artigo:

Postagens Relacionadas

Trello on various platforms

Using Trello at Work

Sign up for Trello Business Class to learn how your entire team can maximize productivity.

Saiba mais