Qualidade de vida no trabalho: a chave para a produtividade da sua equipe

O que é qualidade de vida no trabalho

Atualmente um dos principais questionamentos do novo profissional é “Essa empresa trará quais benefícios para a minha vida?” e, consequentemente, uma das preocupações do gestor deveria ser “Meu colaborador tem uma boa qualidade de vida aqui dentro?”.

Olhando por esse prisma, se sua empresa tem essa cultura de se preocupar com o bem-estar dos funcionários, a principal pergunta é: estamos investindo da maneira certa?

Mas, afinal, o que é qualidade de vida no trabalho? Quero ressaltar que as preocupações com as ferramentas de trabalho são importantes dentro de uma empresa, mas a atenção dispensada aos funcionários tem que ir além disso.

Não tem como ter qualidade de vida no trabalho sem uma análise que vá descobrir como é a vida pessoal, profissional e emocional desse colaborador. Perguntas como: você fuma, bebe, pratica exercício físico, come frutas e verduras, quanto bebe de água, sofre de ansiedade, já foi afastado por stress, que tipo de restaurante costuma comer, pratica meditação, entre outras, são importantes para entender e medir a qualidade de vida de sua equipe. Mas elas se traduzem em ações práticas de qualidade de vida no trabalho?

Ao observarmos o mercado, vemos vários exemplos de programas de qualidade de vida no trabalho. As empresas estão investindo em ações que promovem essa qualidade de vida e saúde. Com essa preocupação, o ganho para ambos os lados é enorme, já que ajuda a capacitar o colaborador e comunidades a optarem por melhorar sua vida e a mantê-la assim.

Essas práticas de qualidade de vida no trabalho têm tido cada vez mais atenção devido ao aumento de incidência de doenças crônicas não transmissíveis (DCNT’s), um fator de risco para os empregados e empregadores. As ações de melhorias nas corporações estimulam e dão oportunidade para o funcionário optar por uma vida mais saudável.

E não é que funciona?

Um case de qualidade de vida no trabalho ocorre no Gympass, por exemplo, onde oferecemos o benefício de exercícios físicos, que é o mote central de nossa empresa, para todos os funcionários, sem exceção. Conseguimos entregar um treinamento de um plano de até R$ 499,99, por apenas R$ 10,00 por mês. Além disso, oferecemos aqui dentro uma ajuda para estudos em línguas estrangeiras de até 50% do valor e semanalmente trazemos profissionais de algum setor específico com o objetivo de empoderar nossos funcionários e estimular a criatividade e inovação.

Se você se pergunta o que é qualidade de vida no trabalho, a resposta está em programas como esse.

E existem outros bons exemplos de programas de qualidade de vida nas empresas no mercado. A HP e a Siemens são cases de empresas que investiram em programas de educação financeira de seus colaboradores e passaram a ter como resultados menos afastamentos e queda no número de dias perdidos, impactando a produtividade de cada uma delas.

Outro case de qualidade de vida no trabalho interessante é a Consultoria Pieracciani. A empresa criou um espaço chamado “Pensódromo”, onde seus funcionários poderiam produzir de forma tranquila e silenciosa e, com isso, a produtividade aumentou cerca de 30%.

Como começar

Para desenvolver um programa que realmente funcione, a equipe responsável pela sua implementação precisa ter claro o que é qualidade de vida no trabalho, além de algumas informações básicas como: quem é o público-alvo, qual é o objetivo e quais são as metas a serem alcançadas. Listei abaixo alguns tipos de programas que as empresas podem implementar às suas equipes:

O que é qualidade de vida no trabalho

Exemplos de programas de qualidade de vida no trabalho

    • Promoção de alimentação saudável: constitui em uma estratégia vital para quem sofre de DCNT, levando-se em consideração que o excesso de peso e alimentação não adequada são grandes riscos para doenças como diabetes, por exemplo.

 

    • Ergonomia: buscam adequar o ambiente de trabalho à necessidade dos colaboradores, tornando a atividade laboral mais segura e confortável, além de ajudar a prevenir lesões e doenças ocupacionais.

 

    • Incentivo à prática de atividade física: pode ser definida como qualquer movimento produzido pelo sistema musculoesquelético que seja revertido em gasto enérgico. As empresas têm adotado algumas abordagens diferenciadas como flexibilização do horário de trabalho, incentivos de pausas em trabalhos prolongados, subsídios para apoiar o trabalhador que quer praticar atividade, estrutura interna para práticas e outros.

 

    • Cessação do tabagismo: esse é um sério impacto negativo na vida dos colaboradores, pois ele pode contribuir para diversos problemas como câncer, doenças cardiovasculares e respiratórias. As empresas implementam programas de promoção da saúde que estimulam a cessação do tabagismo entre seus trabalhadores. Os empregadores se beneficiam da implantação desses programas, pois eles contribuem para uma força de trabalho mais saudável e para a redução dos gastos médicos e do absenteísmo.

 

    • Saúde da mulher: nas empresas com alta proporção de mulheres empregadas, é comum a existência de programas de prevenção focados na situação feminina. Esses programas objetivam reduzir o impacto negativo da atividade laborativa sobre a saúde da trabalhadora, levando em conta as características física e mental femininas. Como os demais tipos de programas, nesses também pode-se melhorar a produtividade das trabalhadoras e reduzir a perda de dias de trabalho por motivos de saúde. Por exemplo, é recorrente a ausência no trabalho de mães de recém-nascidos no período de amamentação.

 

    • Gerenciamento de doentes crônicos: esses programas focam nas ações de prevenção secundária, em que o foco está no diagnóstico precoce e no tratamento para impedir agravamento da doença. Além disso, é possível implementar ações focadas na reabilitação, visando a diminuição da morbidade e redução dos anos perdidos por incapacidade. Adotando-se esses preceitos, os programas para gerenciamento de crônicos possuem como objetivos principais identificar indivíduos portadores de morbidades crônicas e prevenir as complicações dessas doenças, visando em última instância que os trabalhadores gozem de boa saúde e possam ser mais produtivos, diminuindo assim a perda de dias de trabalho por motivo de doença.

Se você ainda estava em dúvida sobre o que é qualidade de vida no trabalho, esta lista de ações práticas deve ter ajuda a esclarecer essa questão.

Agora é com você!

Montamos um quadro no Trello para que você comece hoje mesmo a implementar ações de qualidade de vida no trabalho e benefícios de sucesso em sua empresa. Este quadro foi baseado em como implementamos o nosso programa na GymPass. Lá você também terá acesso à nossa pesquisa de clima organizacional. Tudo pronto para que você não tenha dúvidas de como iniciar o processo.

o que é qualidade de vida

Você pode copiar o modelo deste quadro aqui.

O que quero despertar aqui é que, com o investimento nessas práticas, a empresa e os funcionários só adquirem ganhos, é o famoso “ganha, ganha”. E aí, sua empresa está realizando programas de qualidade de vida corretamente? Agora que você entendeu melhor o que é qualidade de vida no trabalho, compartilhe aqui comigo quais são as práticas que você já aborda e quais ainda podem apresentar. Quem sabe sua história não sirva de inspiração para outras empresas.

Veja também em nosso blog: Descubra os segredos de como diminuir a ansiedade e manter o foco

Compartilhe esse artigo:

Postagens Relacionadas

Trello on various platforms

Using Trello at Work

Sign up for Trello Business Class to learn how your entire team can maximize productivity.

Saiba mais